2º ao 5º ano

Estudo do Meio 2º ao 5º ano - 2017

Além de tornar a aprendizagem mais significativa, o estudo do meio solidifica os conhecimentos obtidos e abre a possibilidade para novas descobertas, uma vez que o aluno tem a possibilidade de observar e interagir com o meio ambiente.

Não só o trabalho com as habilidades cognitivas, colaborando na construção de conceitos, e os procedimentos de pesquisa, também são contempladas as habilidades relacionais, na medida em que a convivência em grupo exige cooperação, respeito, saber ouvir e saber colocar-se no lugar do outro.

2º ano:

Museu de Zoologia da USP (24 de agosto)

Na visita ao belo prédio da década de 1940, os alunos encontrarão uma das maiores coleções de animais brasileiros do mundo, agrupados conforme sua classificação: peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos, e invertebrados como corais, crustáceos e moluscos. Entre amostras de fauna atual e fósseis, são cerca de 11 milhões de exemplares, o que a torna uma das coleções mais tradicionais no que diz respeito à pesquisa sobre biodiversidade.

3º ano: 

Sala São Paulo (17 de agosto)

Dando continuidade ao projeto de música, os alunos têm a oportunidade de vivenciar o sentido da audição de forma mágica, mas ao mesmo tempo bastante concreta. A partir do universo da música apresentado na Sala São Paulo e de uma visita detalhada para compreender o funcionamento daquele lugar, os mesmos fazem uma viagem que os levam do espaço da sala de concertos a outros períodos da história da nossa cidade.

Nesta saída pedagógica, estimulamos as habilidades de observação, identificação, discriminação dos sons, tão necessárias ao desenvolvimento intelectual das crianças.

4º ano:

Centro Histórico de São Paulo (1º de junho)

Os alunos realizam uma saída para o Centro Histórica de São Paulo, para aprofundarem os conteúdos desenvolvidos em sala de aula, buscando compreender a origem e o desenvolvimento da cidade, bem como sua importância social e cultural para a História do Brasil.

5º ano:

Fazenda do Café (23 de março)
Museu Afro Brasileiro (7 de abril)
Museu da Imigração Japonesa (2 de junho)

Complementando o estudo desenvolvido em sala de aula, os alunos visitam a Fazenda Nossa Senhora da Conceição, em Jundiaí, a fim de recuperarem aspectos importantes da história do Brasil no século XVIII, conhecer a vida dos escravos e dos colonos bem como explorando o funcionamento de uma fazenda de café e a sua introdução no país.

Visitam, também, os museus Afro Brasil, do Imigrante e da Imigração Japonesa do Brasil, com o propósito de refletir e compreender o processo imigratório em São Paulo e, consequentemente, a formação dos diferentes povos no Brasil.